Command center: Saiba o que é e como melhorar seus processo com o BI

Command center

Você já ouviu falar de Command Center? Sabia que ele pode melhorar seu processo juntamente com o Business Intelligence (BI)?  Se ainda não entendeu do que estamos falando, pode ficar calmo, pois o artigo de hoje visa tratar de todos os pontos acerca do assunto.

Porém, para que seja possível explicar detalhadamente sobre isso, é necessário fazer uma introdução a respeito da tecnologia de Command Center, bem como sobre o BI. 

A primeira coisa a se entender sobre esse assunto é que estamos vivendo na “era digital”, ou seja, a tecnologia se tornou algo muito importante em nossas vidas, estando presente em nos trabalhos e nas vidas pessoais.

É preciso reforçar, inclusive, que ela é importante para se comunicar com amigos e, até mesmo, para fazer uma estrutura metálica projeto, caso essa seja a sua área de atuação ou necessidade.

Inclusive, isso pode ser facilmente percebido se levar em conta que 90% das informações e dos dados do mundo foram gerados a partir de 2010. Com essa quantidade massiva de informação, o sistema de Bl acabou possuindo informações valiosas para todos os ramos.

Ademais, toda essa quantidade de dados capturados pela internet, as interações com os consumidores, o histórico de compras, o que se acessou na internet, entre outros pontos, pode ser analisada e utilizada para melhorar os processos das empresas.

Para facilitar o entendimento, vamos pensar que só o fato de alguém procurar na internet sobre sistema de alarme, por exemplo, já pode ajudar a empresa a entender uma tendência daquele cliente.

Porém, mesmo que possuir uma informação seja algo importante, é fundamental também focar na maneira de como esses dados são gerenciados, principalmente tendo em vista as últimas legislações, por exemplo, a LGPD. 

Pensando nesses aspectos, entra em ação o command center. Entretanto, primeiramente, é importante entender um pouco sobre o tema principal da pauta e também sobre o BI. 

O que é o sistema BI e como ele vai te auxiliar?

A BI, palavra vinda da língua inglesa de Business Intelligence, é nada mais que a Inteligência de negócios, um processo em que a tecnologia é usada para fazer a análise e o refinamento de quantidades massivas de dados.

Essa ação tem o objetivo de conquistar conclusões mais certeiras, ajudando, principalmente, empresários que trabalham com muitos dados e muitas informações variadas dentro de um negócio.

Em resumo, a BI é simplesmente uma técnica que é aplicada em organizações que possuem o objetivo de deixar os gestores atualizados com informações de suma importância, para que aumente o poder competitivo da empresa. 

Assim, os dados extraídos vão servir para que seja mostrado um desempenho da organização em si no mercado, assim como perceber de que forma está indo a área de atuação daquela empresa, o que ajuda muito no desenvolvimento do mercado.

Por exemplo, uma empresa de avaliação ambiental preliminar pode usar esses dados para achar algum problema na hora de fazer a avaliação, ou simplesmente ver uma tendência surgindo com a chegada de uma estação do ano.

A definição de Command Center

Traduzindo para a língua portuguesa, trata-se de um Centro de Comando. Esse termo surgiu em ambiente militar, onde um comandante precisava de um local para fazer a centralização de todas as informações relevantes.

Seu objetivo era disponibilizar todos os dados que seriam importantes em suas missões, bem como ter o apoio de especialistas para tomar decisões muito mais inteligentes e eficazes. Logo de cara você já pode ter relacionado essa história com a análise de dados.

Então, basicamente é isso, o Command Center nada mais é que a centralização de informações em um ambiente de TI forte e confiável, assim como de um software de analise estrutural adequado para aquela situação. 

Isso tudo para que seja possível facilitar decisões pela gestão empresarial. Ademais, para tornar isso possível, pode-se visualizar as telas desse centro por equipamentos eletrônicos como notebooks, celulares e tablets.

Ou seja, isso tudo para que os executivos e todos os interessados possam ter uma visão em tempo real das atividades da empresa, talvez até mesmo tomar decisões pertinentes sobre os assuntos que sejam necessários. 

Por fim, fica fácil e certeiro dizer que o objetivo é justamente que se crie um Big Data aplicado aos negócios, sendo algo precioso na engenharia de avaliações e em muitos outros segmentos de atuação.

Como o BI e o Command Center são relacionados?

Em um passado não muito distante, as empresas tinham que encarar um problema de escassez de dados, vindas de lugares diferentes. 

Porém, hoje em dia, as bases de dados para inteligência de negócios evoluíram e aumentaram, além do crescimento do número de fontes utilizadas para fazer o acolhimento e trazer para a empresa.

Então, para a resolução desse problema e melhorar ainda mais a análise de dados, houve o surgimento do command center. 

Ele é simplesmente um ambiente que traz a possibilidade de fazer a integração das informações relevantes que serão usadas para a tomada de decisão da empresa, sendo permissível que o monitoramento possa ser realizado de uma maneira mais intuitiva.

Por exemplo, se você possui uma empresa de automação, precisa saber qual informação pesquisou um possível cliente e o que ele pretende fazer. Afinal, isso vai passar tanto para área responsável por realizar a automação, quanto para a área do marketing.

Sendo assim é possível pensar em possíveis campanhas, novos produtos e meios diferentes e mais eficientes de se realizar os serviços de automação.

Entenda mais sobre a importância da ferramenta

Como falamos antes, é uma ferramenta que te permite observar em tempo real os dados e indicadores que são importantes para as áreas mais crítica das empresas como:

Monitoramento de mídias sociais

O monitoramento de mídias sociais é, inclusive, um dos usos mais comuns do command center, ele possibilita o acompanhamento de tudo que se fala sobre e para a empresa nas mídias sociais. Assim, é possível controlar crises rapidamente. 

Então, se, por exemplo, sua empresa trabalha com comando e sinalização e alguma peça de um produto de  LED está defeituosa, graças a ferramenta é possível corrigir rapidamente esse problema, antes que ele tome proporções maiores.

Acompanhamento do NPS

O command center também te permite fazer o acompanhamento do NPS (Net Promoter Score), que tem como objetivo mensurar a satisfação e a fidelidade dos clientes de uma companhia. Essa metodologia foi criada nos EUA por Fred Reichheld. 

Desse modo, o NPS pode ter uma monitoração em tempo real com o command center que faz a reunião de todas as informações de consumo, reclamações e outros dados.

Boa gestão de forças de vendas

Por fim, garante uma boa gestão de forças de vendas, pois o BI é bastante relacionado ao departamento comercial e também a esse departamento da força de vendas. 

  • Dessa forma, é possível saber:
  • Como os clientes realizam a compra?
  • Quais os produtos mais vendidos? 
  • Quais os dados do cliente?
  • Qual o período de transição? 
  • Entre outros dados.

Entretanto, tudo precisa ser muito bem analisado, podendo melhorar os conhecimentos do vendedor e otimizar os resultados.

Qual a necessidade de possuir um command center?

Imagine que sua empresa trabalha com transmissor de temperatura e faz uma promoção referente à calibração de transmissor de temperatura, tente pensar que a empresa terá que monitorar as mídias sociais e também a repercussão gerada pela promoção.

Com essa coleta de dados vai ser possível ver os clientes que vão estar interessados nesta promoção de calibração, os dados como local onde mora, gênero, classe social, entre outros.

Então a empresa que trabalha com o transmissor poderá avaliar o que pode ser diferenciado para melhorar o engajamento de outras promoções. Ademais, em especial terá em seus bancos de dados informações que serão valiosíssimas do seu público-alvo.

Ou seja, o principal benefício do command center será a percepção em oportunidades de mercado e possíveis identificações no que se pode melhor nos produtos e/ou serviços, juntamente com ações de marketing e a construção de um relacionamento mais forte.

Além disso, é possível fazer a identificação de influenciadores de marcas, que podem potencializar bastante a divulgação espontânea da empresa, bem como o gerenciamento de crises, já que esse monitoramento ajuda a saber quais são as reclamações que viralizarão. 

Como fazer a construção do command center?

Para possuir uma visão amplificada dos componentes de vendas e da relação com o mercado por meio de uma inteligência que atue na área, é preciso contar com os seguintes pontos:

  • Fazer levantamento de quais são as necessidades informais;
  • Fazer o mapeamento de dados;
  • Construir solução BI, fazendo a definição da continuidade do processo;
  • Investir na qualidade dos dados.

Lembre-se que um command center é sempre desenvolvido através da análise das especificidades da empresa e negócio, como o entendimento de necessidades, quais informações deseja, de como você quer que o resultado seja visualizado.

Então ele precisa refletir a realidade da empresa e necessidades mais específicas de BI e de uma maneira mais ágil para uma rápida decisão, pensando exclusivamente em situações futuras.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.