5 passos para melhorar a gestão de equipes de campo

5 passos para melhorar a gestão de equipes de campo

O nome pode até não ser do conhecimento de todos, porém, as equipes de campo são formadas por profissionais que trabalham fora da empresa, atuando em outros estabelecimentos ou onde os clientes estão.

É necessário gerenciá-la bem para que todas as tarefas sejam cumpridas, mas, principalmente, para que a empresa alcance seus objetivos e os clientes estejam sempre satisfeitos.

A gestão dos profissionais que desempenham suas tarefas internamente, junto aos gestores e líderes, é um trabalho desafiador. E quando se trata da equipe de campo, tudo se torna ainda mais complexo, seja para uma empresa de rótulos personalizados ou outra.

Isso acontece por conta das limitações que essa metodologia impõe, principalmente no que diz respeito à comunicação e ao acompanhamento da rotina.

É por isso que as organizações precisam se atentar ainda mais à qualidade da gestão. Trata-se de um processo com características específicas, que exige dedicação por parte dos gestores, com o intuito de estabelecer um padrão.

Dessa forma, fica mais fácil manter a equipe motivada, produtiva e alinhada aos objetivos e necessidades da companhia.

Pelo fato de muitos negócios dependerem da atuação de equipes externas, neste artigo, vamos explicar o seu conceito, como melhorar a gestão dessas equipes e como fazer esse trabalho usando recursos tecnológicos. Confira!

O que é equipe de campo?

Equipe de campo nada mais é do que um time de colaboradores que desempenha suas tarefas fora da empresa. Por exemplo, os técnicos da fornecedora de energia elétrica que vão até a sua casa pertencem às equipes de campo dela.

O profissional que vai instalar monitoramento de alarme em uma residência também é parte de uma equipe externa. E se você parar para pensar, vai ver que muitas organizações trabalham dessa forma.

A equipe de campo pode desempenhar diversas funções, tudo vai depender do que é oferecido pela empresa onde esses profissionais trabalham.

Então, a equipe se desenvolve a partir da estruturação da companhia, de modo que todas as atividades necessárias para a realização de um serviço, venda de produtos, dentre outras, possam se concretizar.

Só que, assim como no caso das equipes internas, os trabalhadores externos também precisam de uma boa gestão, e é sobre isso que vamos falar no próximo tópico. Acompanhe a leitura.

Como melhorar a gestão da equipe de campo

Não existe uma fórmula pronta para fazer uma boa gestão de equipe de campo. Entretanto, existem algumas práticas que podem ajudar a melhorar esse processo. São elas:

1. Otimizar a distribuição de tarefas

A prioridade de qualquer gerente de equipe de campo é distribuir bem as tarefas. Independentemente da habilidade do gestor, se ele tiver uma equipe bem engajada e papéis bem definidos, vai ter resultados ainda melhores.

Uma boa distribuição de tarefas ajuda nesse sentido, além de melhorar a comunicação entre os membros da equipe de uma empresa de, por exemplo, instalação de dutos de ventilação, ou qualquer outro item.

Sendo assim, o primeiro passo é explicar o papel e as metas da equipe, e uma forma de fazer isso é criar um planejamento. Ele vai definir o objetivo da equipe e como ela vai funcionar.

O planejamento ajuda o líder com o time, inclusive no momento de realinhar os profissionais que estejam perdendo o foco. O gestor também vai usar esse plano para analisar as habilidades, experiências e competências, associando melhor pessoas a tarefas.

2. Manter a equipe motivada

É papel do gestor criar um ambiente favorável ao trabalho coletivo, para que os profissionais se sintam motivados, dispostos e estimulados a buscarem um objetivo coletivo.

Nesse contexto, é responsabilidade do líder criar meios para que as pessoas se sintam engajadas e sejam proativas. Mas o trabalho de motivação não é fácil, visto que ele exige muitas mudanças de postura e mindset por parte do gestor.

Ofereça feedbacks constantes, pontue com os funcionários em momentos mais reservados e não se esqueça de elogiá-los. São formas de oferecer um retorno pelo trabalho desenvolvido e fazer com que os profissionais queiram melhorar sempre.

3. Oferecer treinamentos constantes

Pensando nisso, um fabricante de controlador de temperatura digital, por exemplo, está sempre treinando a sua equipe, para que ela tenha profissionais mais qualificados.

O mercado está cada vez mais competitivo e os clientes cada vez mais exigentes. Sendo assim, as companhias precisam criar um ambiente de aprendizado contínuo e que permita aos colaboradores desenvolverem habilidades.

Portanto, invista em treinamentos de todos os tipos, como os EAD, que funcionam por meio de plataformas de aprendizado. Elas oferecem certificados de conclusão, ajudando a empresa a ter um time mais qualificado e preparado.

Seus colaboradores poderão se manter mais atualizados, o que os ajuda a desenvolver habilidades e metodologias que trazem benefícios para a rotina. Uma empresa terceirizada recepcionista também pode criar grupos de estudo e investir em palestras internas.

Uma rotina de palestras melhora e nivela o conhecimento da equipe. Por isso, selecione um membro de cada equipe, que seja especialista em um assunto, para que possam organizar palestras internas.

4. Estabelecer prazos

Mais do que saber o que fazer, precisamos saber quando fazer. Assim, ao distribuir as tarefas, é essencial que a equipe de campo também se atente aos prazos. É com eles que as companhias melhoram a produtividade e garantem que tudo seja executado no cronograma.

Ademais, ao definir um prazo, é reforçado o compromisso de trabalho e levado mais motivação para a equipe, de modo que os profissionais vão ter mais foco em determinada atividade.

Na verdade, se você parar para pensar, não tem sentido trabalhar sem prazos, mas eles devem ser estipulados de maneira realista.

Para isso, uma empresa de termografia eletrica leva em conta as limitações e dificuldades de seus funcionários, para que eles possam cumprir suas funções dentro de um prazo razoável e sempre motivados.

5. Fazer reuniões periódicas

Não se esqueça de que a comunicação é essencial para qualquer tipo de negócio. Seus colaboradores vão atuar além dos limites físicos da companhia, o que dificulta a informação, a padronização do trabalho, dentre outros pormenores.

Sendo assim, defina uma política de reuniões periódicas com sua equipe de campo, para falar sobre diversos assuntos relacionados ao trabalho, como:

  • Prazos;
  • Metas;
  • Atualizações;
  • Feedbacks;
  • Passar informações.

É dessa forma que todos poderão trocar informações, tornando o trabalho mais eficiente e satisfatório.

Como usar a tecnologia na gestão de equipe de campo?

A gestão de equipe de campo também pode ser feita por meio de recursos tecnológicos. Então, dentre os mais usados por uma empresa de segurança eletrônica, por exemplo, estão:

Automação

Existem muitas ferramentas que ajudam a fazer o monitoramento de equipes externas. Os gestores terão acesso a dados que os ajudam a analisar melhor o cenário.

O diferencial, nesse caso, são os recursos, devido à precisão e à praticidade que eles oferecem. Com isso, a empresa pode obter, inclusive, informações em tempo real sobre seus colaboradores em campo.

Controle de tempo

Um planejamento bem feito sempre considera a importância do tempo em muitas frentes. Alguns exemplos são previsão para a execução das tarefas, atendimento, organização dos colaboradores, dentre outros.

Só que para definir tudo isso, o gestor de time de um fabricante de calibrador de boca, por exemplo, precisa reservar um tempo. O ideal é manter o foco e ter organização na hora de delegar as tarefas.

Importância do planejamento qualificado para gestão de equipes

Não é fácil ter acesso às equipes externas, da mesma forma como temos acesso às equipes internas. Com isso, fica mais difícil orientar os colaboradores e delegar funções aos membros.

Mas essa ação pode ser feita antecipadamente, por meio de um bom planejamento. Quando nos referimos à gestão da equipe de campo, um plano qualificado é ainda mais importante, visto que traz benefícios, como:

  • Aumento da produtividade;
  • Mais motivação;
  • Prazos bem estabelecidos;
  • Alcance das metas.

Lembre-se de que os profissionais precisam saber quais são os objetivos e metas, além do prazo definido para alcançar os resultados desejados.

É por isso que devemos incluir no planejamento qualificado todas as tarefas externas, assim, elas serão mais concretas, rígidas e produtivas, mesmo que a equipe não tenha um supervisor ao seu lado o tempo todo.

No entanto, o planejamento deve ser feito de modo coerente aos objetivos de curto, médio e longo prazo, o que ajuda a evitar a sobrecarga das equipes ou baixar muito o ritmo de trabalho.

Conclusão

Muitas empresas dependem de uma equipe externa para realizarem uma série de tarefas relacionadas aos produtos e serviços. Mas essas equipes de campo precisam de uma boa gestão, tanto ou mais que as equipes internas.

Para alguns gestores, trata-se de um trabalho difícil e complexo, mas com as dicas que demos aqui, com certeza o seu negócio vai saber como gerir um time de trabalho externo.Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *